Biblioteca Escolar de Nevogilde
10.4.10

        Sebastião da Gama - poeta e professor

    

 

Nasceu a 10 de Abril de 1924, em Setúbal                                          

Ficou para a história pela sua dimensão humana, nomeadamente no convívio com os alunos, registado nas páginas do seu famoso Diário. Atingido pela tuberculose, que causaria a sua morte precoce, passou a residir no Portinho da Arrábida, com a panorâmica serra da Arrábida a alimentar o culto pela paisagem presente na sua obra: Serra Mãe (1945); Loas a Nossa Senhora da Arrábida (1946); Cabo da Boa Esperança (1947) e Campo Aberto (1951). Após a sua morte, foram editados: Pelo Sonho é que Vamos (1953), Diário (1958), Itinerário Paralelo (1967), O Segredo é Amar (1969) e Cartas I (1994). Faleceu em Lisboa em 1952

 

Cantilena

 

Cortaram as asas

ao rouxinol.

Rouxinol sem asas

não pode voar.

 

Quebraram-te o bico,

rouxinol!

Rouxinol sem bico

não pode cantar.

 

Que ao menos a Noite

ninguém, rouxinol!,

ta queira roubar.

Rouxinol sem Noite

não pode viver.

 

link do postPor benevogilde, às 00:12  comentar

 
mais sobre mim
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


blogs SAPO